Conheça a origem do verdadeiro bife ancho

Descubra todas as caraterísticas do bife ancho e saiba o porquê esse corte deve estar em seu churrasco.

Um dos cortes sul-americanos mais conhecidos, o bife ancho carrega em seu nome muita tradição e sabor, ganhando cada vez mais o coração do churrasqueiro brasileiro. E não é para menos. Afinal, essa peça possui muita qualidade, a credenciando em qualquer lista de carnes Premium de churrascos gourmets. Conheça um pouco sobre essa famosa peça e descubra o que a torna tão querida entre os churrasqueiros!

Origens: quem é e de onde vem?

Antes de falarmos das características “churrasqueiras”, é importante entendermos um pouco da história do bife ancho. De origem argentina, “ancho”, em espanhol, significa “largo”. Seu significado, de maneira direta, já mostra para o churrasqueiro qual é a forma correta de degustar essa carne, ou seja, com bifes de no mínimo dois dedos ou 4cm de altura.

Retirado da parte dianteira do contrafilé, o ancho é chamado de maneiras diferentes nos países em que é consumido. Na França, por exemplo, essa carne é conhecida como filé de entrecôte ou noix. Nos países de origem inglesa, ela é o clube roll. Já no Brasil, o corte é chamado de filé de costela.

Conheça as características do bife ancho

Independentemente do modo que é chamado, essa carne, que é uma verdadeira tradição da parilla argentina. Ela é bastante confundida com o bife de chorizo, que também é argentino, possui mesma largura e é retirado da mesma parte do boi, o contrafilé – porém, o chorizo é extraído da região traseira e o ancho, da dianteira. No entanto, o ancho tem uma diferença crucial: sua gordura.

Diferente do chorizo, que possui somente uma capa de gordura externa, o bife ancho também tem uma estreita faixa de gordura interna que, além de separar dois tipos de carne (no caso, o miolo e a capa do ancho), dá a essa peça um sabor único e característico.

Tudo isso é aumentado por seu excelente grau de marmoreio, que ainda confere ao bife ancho maciez e suculência digna de uma carne nobre. Por esses motivos, essa peça é protagonista nos churrascos portenhos e, além disso, vem ganhando cada vez mais adeptos no território brasileiro.

Aproveitando o proveito completo

Apesar de poder ser preparado de várias maneiras, o churrasqueiro que quer extrair por completo as maravilhas que o bife ancho pode oferecer a sua churrascada, deve procurar servi-lo, no máximo, ao ponto.

Na hora de temperá-lo, a dica é seguir a tradição argentina e uruguaia, que pede que essa peça seja condimentada somente com sal grosso ou, no máximo, sal médio. Outros temperos como cebola, alho e até pimenta podem cobrir o sabor real que essa carne irá te oferecer. Por isso, assim como grande maioria dos cortes nobres, menos é mais!

Sendo assim, se você ainda não teve a oportunidade de ter o ancho em seu churrasco, corra, pois com certeza ele trará novos conceitos em sabor, textura e suculência a seu evento. Na Sociedade da Carne, além de ter acesso ao bife ancho, você ainda tem a oportunidade de conhecer, por intermédio de nossas seleções mensais, outros cortes nobres que possuem características bastante similares ao ancho. Suas churrascadas nunca mais serão as mesmas!

Comentários

comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *