Denver Steak: descubra esse corte supremo

Com menos de 30 anos na culinária mundial, há muitas possibilidades para o Denver Steak. A primeira é conhecer este corte que, como um tesouro, precisou ser praticamente cavado para ser descoberto em todo seu sabor e suculência. Leia mais sobre ele a seguir!

O corte

De descoberta recente – final da década de 1990 -, há ainda muita curiosidade em torno do Denver Steak. Em especial, porque este corte, que é o músculo serratus ventralis, está localizado no meio da peça Chuck (no Brasil, seria equivalente a partes do acém, pescoço e paleta), região bastante exercitada pelo boi e que tende a ser mais rígida. Contudo,  este músculo em específico fica localizado numa região de menor movimentação e, por isso, consegue se manter macio.

Principais características

O Denver Steak se destaca pela maciez e pelo alto grau de marmoreio. Inclusive, o corte está muito próximo ao Short Rib, outra peça rica em sabor, e da qual o Denver Steak também faz parte.

A gordura entremeada na carne e o colágeno, bastante presente na região de onde o corte é retirado, tornam este corte um item indispensável nas confraternizações de mestres churrasqueiros.

Como preparar o Denver Steak

Os atributos do Denver Steak o tornam tão bom para a churrasqueira porque, no fogo, a gordura entremeada e o colágeno se dissolvem e deixam a carne extremamente suculenta.

Entretanto, deve-se ter um cuidado especial com o ponto dela para que não fique dura. Com isso, opte por consumi-la mal passada e, no máximo, ao ponto para que não resseque.

Descubra as qualidades desse corte na sua churrasqueira

Ficou curioso para conhecer o Denver Steak? A Sociedade da Carne oferece mensalmente aos seus associados cortes nobres vindos dos melhores produtores e entregues diretamente em casa sem nenhuma dor de cabeça. Associe-se e receba carnes como este e muitos outros!

Comentários

comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *