Dicas essenciais para aproveitar ao máximo seus cortes de picanha

A picanha é um dos cortes mais lembrados quando o assunto é churrasco. Mas ao fazer cortes de picanha para servir, é importante ficar atento para que ela não perca as suas propriedades e continue macia, saborosa e suculenta. Confira algumas dicas para fazer isso corretamente e ainda saiba como harmonizar bem a carne.

Cortes de picanha para espeto

Para assar a picanha em espeto, é necessário cortá-la em fatias grossas e em formato de meia-lua. Temperada e colocada no espeto, a carne vai para a churrasqueira e aí é só esperar o ponto certo para saborear. Uma ótima opção de acompanhamento para esse tipo de corte é a farofa, que pode ser preparada e temperada de acordo com o gosto do churrasqueiro e convidados.

Cortes de picanha para a grelha

Excelente para churrascos com poucos convidados ou para um almoço diferenciado, a picanha na grelha também deve ser cortada em fatias grossas, com a diferença de que os bifes irão direto para a churrasqueira, sem o espeto. Acompanhada de um belo risoto, a picanha continuará sendo protagonista, porém, deixará os convidados com a sensação de ter apreciado uma nova experiência.

Picanha inteira

Nesse caso, não há nenhum corte e a picanha vai inteira no espeto. Cerca de 40 minutos na churrasqueira, já é o suficiente para que a carne fique no ponto. Porém, é importante lembrar de sempre assá-la com a gordura para cima, e depois 15 minutos com a gordura para baixo.  Esse procedimento garante que o corte ficará dourado e assado por completo. Para acompanhar, o churrasqueiro pode servir arroz branco ou optar apenas pela carne com molho vinagrete, já que esse tipo de corte é muito comum em eventos em que os convidados só querem apreciar a carne e jogar conversa fora.

Outras dicas importantes

Além de saber fazer cortes de picanha corretamente, é interessante saber como escolher a peça e temperá-la para deixar seu churrasco mais saboroso.

Tempero

Especialistas e apreciadores de carnes nobres apontam: o sal grosso é o principal tempero no preparo de uma peça de picanha e, se não quiser errar, aposte apenas nele como tempero. Claro que vale experimentar outras opções, mas como qualquer experiência, o resultado é incerto, podendo ser positivo ou negativo.

Gordura

O que garante o sabor e a maciez da picanha, basicamente, é a camada de gordura que ela apresenta. Portanto, é importante manter a capa de gordura no momento de assá-la! Ela é importante para manter o sabor da carne e por isso, ela não pode ser menosprezada.  Se por um acaso o convidado não queira ou não possa consumi-la, ela pode ser retirada, mas só quando ela estiver no prato.

Peso

O peso de uma carne depende, exclusivamente, do tamanho do animal – é possível encontrar peças de até 2kg e que são 100% picanha. Em média, uma picanha tem entre 1kg e 1,5kg. Uma dica interessante para se certificar do que vem na sua picanha é ver o formato dela. Ou seja, quanto mais triangular for, menos chance você tem de levar uma parte de coxão duro. Apalpar a peça e identificar as famosas “três veias” também ajuda. A partir da terceira veia, tem coxão duro na história.

 

Servir picanha no seu churrasco é a certeza de que você terá aprovação quase que unânime dos convidados. Quer servir esse corte nobre oriundo de das melhores raças do mundo? Associe-se à Sociedade da Carne e receba essas e outras peças especiais em sua casa!

Comentários

comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *