Santa Gertrudis. Que raça é essa nos churrascos?

Santa Gertrudis, o precoce e rústico gado sintético padrão exportação que reúne a rusticidade das raças zebuínas e a produtividade das raças européias e tem agradado em absoluto o paladar Brasileiro.

A origem da raça

Criada no Texas pelo King Ranch, em 1910, um ambiente muito parecido com o Nordeste do Brasil. Trata-se de um gado sintético padrão exportação que reúne a rusticidade das raças zebuínas e a produtividade das raças européias.

Oficialmente reconhecida em 1940 como a primeira raça sintética formada no Hemisfério Ocidental, manteve-se em franca expansão, marcando presença atualmente em 53 países.

No Brasil desde 1953, foi introduzida pelo mesmo King Ranch, com 34 machos e 225 fêmeas. Hoje a raça Santa Gertrudis soma uma extensa quantidade de exemplares.

As raças envolvidas na criação do Santa Gertrudis e a qualidade da carne

Essa raça tem em sua formação uma raça britânica, tendo sido sintetizado a partir de ⅝ de sangue europeu com Shorthorn e ⅜ de sangue zebuíno com Brahman. Em um misto de habilidades maternas, rusticidade, precocidade e muita qualidade de carne o Santa Gertrudis entrega às mesas e paladares muita maciez, marmoreio acima da média e um sabor fantástico. 

Ancho de gado da Raça Santa Gertrudis, da marca F.U.B.

Deu vontade de experimentar essa carne 5 estrelas? Conheça a Sociedade da Carne e tenha sempre as melhores experiências com carnes nobres chegando na porta da sua casa. CLIQUE AQUI para conhecer o primeiro Clube de Carnes Nobres do Brasil.

Comentários

comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *